sexta-feira , 6 dezembro 2019
Capa » Notícias » Conheça os vencedores do Prêmio DuPont de Saúde e Segurança do Trabalhador 2019
Conheça os vencedores do Prêmio DuPont de Saúde e Segurança do Trabalhador 2019
Foto: Cauê Diniz.

Conheça os vencedores do Prêmio DuPont de Saúde e Segurança do Trabalhador 2019

Foram homenageados os melhores casos nas modalidades “Proteção Química”, “Proteção Térmica”, “Corte e Abrasão” e “Projeto Estudante”, além da nova categoria “Influenciador do Ano”.

São Paulo, dezembro de 2019 – O Prêmio DuPont de Saúde e Segurança do Trabalhador revelou na última segunda-feira (2) os vencedores 2019, ano da nona edição do evento, que aconteceu no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo.  A premiação reconhece e divulga as melhores práticas de empresas e estudantes que aplicaram ou sugeriram tecnologias DuPont para melhorar o trabalho e a segurança dos profissionais de indústrias variadas.

O tema foi Por trás de todo herói existe outro cuidando da segurança dele, que trouxe como homenageados vencedores das edições passadas. “Com quase uma década de existência, a premiação se tornou uma referência para os profissionais de saúde e segurança do trabalho de todo o Brasil. Por isso, escolhemos homenagear vencedores dos anos anteriores, pois são eles são os responsáveis por inspirar e contribuir com milhares de profissionais em todo o país”, comenta Etore Frederici, líder de Vendas da DuPont Personal Protection.

Além das tradicionais modalidades “Proteção Química”, “Proteção Térmica”, “Corte e Abrasão” e “Projeto Estudante”, a companhia também premiou o “Influenciador do Ano”. Candidatos puderam não só enviar documento com os detalhes de seus projetos, como também um vídeo de até um minuto explicando o caso de forma resumida. Os vídeos foram divulgados no site oficial do concurso e o vídeo/projeto mais votado durante o período de inscrição foi escolhido como o Influenciador do Ano.

Conheça os vencedores

PROTEÇÃO QUÍMICA

1º lugar – Whirlpool Corporation no Brasil

A empresa identificou que as atividades de limpeza e manutenção de equipamentos, bem como atendimentos a emergências ambientais com produtos químicos (hipoclorito de sódio, ácido clorídrico e ácido sulfúrico), eram os principais trabalhos com alto risco de contaminação química. Alguns operadores não utilizavam corretamente o macacão de segurança que era oferecido. Havia queixas quanto à qualidade e falta de conforto das vestimentas. Uma pesquisa de mercado e avaliação da aplicabilidade detectou que os melhores equipamentos eram os macacões de segurança DuPont™ Tychem® 2000 e o DuPont™ Proshield® 50. Após adotados pela empresa, os EPIs garantiram segurança e conforto de seus colaboradores.

2º lugar – Nissan do Brasil

Durante o processo de lavagem das ferramentas, os colaboradores estão expostos aos agentes da aplicação (desengraxantes e óleos) por todo turno de trabalho. A exposição prolongada a esses agentes pode causar uma irritação no local de contato. Sabendo que a principal via de entrada destes compostos no organismo são as vias respiratória e cutânea, a Nissan começou a trabalhar na proteção de seus colaboradores antes mesmo do início de sua produção. Em uma estratégia de escolha da vestimenta/macacões de proteção que foi desenvolvida em quatro passos (benchmarking, desenvolvimento de fornecedores, testes das vestimentas/macacões e validação/implementação da vestimenta), a Nissan implementou macacões DuPont™ Tyvek® para a segurança de seus colaboradores.

3º lugar – Micro-Química

A Micro-Química trabalha com produtos altamente perigosos (ácido sulfúrico, ácido nítrico, ácido clorídrico e soda cáustica líquida 50%) em graus de concentração elevados. Por meio das vestimentas DuPont™ Tychem® QC, Tychem® TK e treinamento dos colaboradores, a empresa completou em 28 de outubro de 2019 um total de 359 dias sem acidentes com afastamento de seus colaboradores. Isso refletiu no Fator Acidentário de Prevenção (FAP) da Micro-Química, que atingiu o fator de 0,5 (menor fator possível), índice monitorado e controlado pela Secretaria da Previdência Social, do Ministério da Fazenda.

PROTEÇÃO TÉRMICA

1º lugar – Ajinomoto do Brasil

Funcionários da manutenção elétrica e engenharia nas plantas fabris da empresa utilizavam vestimenta de proteção composta de 88% algodão 12% poliamida (náilon) e ATPV 10 cal/m², confeccionada com gramatura 7,7 oz/yd² (260 g/m²). Com esse EPI, passavam por dificuldades devido ao procedimento de lavagem e desconforto devido a gramatura do tecido. A Ajinomoto concluiu que DuPont™ Protera® protegeria melhor os funcionários devido a sua composição e ao diminuído percentual de possíveis queimaduras de segundo e terceiro grau. Ficou também evidenciado que é um dos poucos tecidos no mercado que não absorve sujidade, devido às propriedades antiestática e hidrófoba. Em caso de acidente, DuPont™ Protera® também resfria 24% mais rápido que o tecido utilizado anteriormente.

2º lugar – Ball Packaging South America

A companhia comprovou a qualidade de DuPont™ Protera® em relação ao tecido 88/12, fornecido por outro fabricante. Ao passo que o EPI com malha 88/12 durava em média, um ano, o DuPont™ Protera® poderia ser utilizado durante 36 meses e ainda aparentava estar apto para ser utilizado. Diante de todas as evidências apresentadas, a Ball entendeu que corporativamente a melhor proteção a ser utilizada é a vestimenta inerente DuPont™ Protera®. O prazo para adequação de todas as plantas vai até janeiro de 2020, porém ainda em outubro de 2019 todas as unidades da Ball Packaging já estão utilizando o EPI com tecnologia DuPont.

3º lugar – Special Dog

Para melhorar o nível de proteção térmica contra arco voltaico na empresa, a Special Dog entrou em contato com a equipe DuPont, e foram agendados testes no Thermo-Man®, localizado no Centro de Inovação e Tecnologia DuPont em Paulínia (SP). DuPont™ Protera® ofereceu maior conforto e proteção. Além disso, chamou atenção a proteção inerente às fibras das EPIs, o que aumenta a vida útil dos produtos. Mesmo quando o material é exposto a abrasões e ao desgaste das lavagens, as características são mantidas. Isso aumenta sua durabilidade e, a médio prazo, mesmo em comparação a produtos similares, justifica o investimento O projeto foi aprovado e mostrou-se projeto economicamente viável com payback em aproximadamente dois anos.

CORTE E ABRASÃO

1º lugar – Pilkington Brasil

Por ser uma fornecedora de vidros, muitos dos funcionários da Pilkington trabalham diretamente com o material em sua forma bruta. Para diminuir riscos, a empresa firmou parceria com a Uniluvas e adotou uma solução mais resistente e que, ao mesmo tempo, mantém a sensibilidade e a mobilidade das mãos. Juntamente com a Uniluvas, a Pilkington desenvolveu uma série de luvas que não apenas passavam por testes, mas também pela avaliação dos usuários, até chegarem à luva ideal com DuPont™ Kevlar®. Após um ano de implementação do projeto, a empresa comemorou 365 dias sem acidentes com todos os funcionários.

2º lugar – TÜV SÜD Brasil

Diante da responsabilidade do controle da segurança dos trabalhadores em obras de construção, a TÜV SÜD precisou diferenciar-se no sentido de trazer uma solução inovadora para o problema de cortes e abrasão nas mãos dos trabalhadores. Em conjunto com a Balaska, a TÜV SÜD se prontificou a desenvolver uma luva para os trabalhadores que tivesse alta tecnologia para garantir mais segurança, além de conforto e facilidade de utilização. Para atingirem esse propósito, a tecnologia Kevlar® foi escolhida e luvas com fios de Kevlar® Black foram implementadas e aprovadas tanto na relação entre custo e benefício quanto em vida útil.

3º lugar – Vale SA.

O processo de vulcanização da empresa exige que o trabalhador realize atividades de corte e emendas de correias com a utilização de uma faca olfa, o que pode levar a acidentes de trabalho nas mãos e nos braços, se o EPI utilizado não for eficaz. Percebeu-se então a necessidade de um equipamento que protegesse os membros superiores dos trabalhadores, incluindo luva e mangote. A Vale, juntamente com a Uniluvas, definiu o Kevlar® como a melhor solução para conseguir atingir seus objetivos. Duas versões foram desenvolvidas até que se chegasse na combinação perfeita, aprovada por seus usuários e certificada pela Uniluvas: luvas e mangotes produzidos com DuPont™ Kevlar® Armor e DuPont™ Kevlar®.

Projeto Estudante

1º lugar – Vanderson Dias, Faculdade Unyleya

O projeto criou uma metodologia específica de segurança do trabalho que pode beneficiar empresas de diversos ramos, como têxtil e calçadista. Mãos, braços e antebraços são as partes mais vulneráveis do corpo e representam 35% dos acidentes de trabalho no Brasil segundo o IBGE. Sabendo disso, o projeto une gestão à utilização correta de equipamentos de segurança. As pesquisas constataram que os colaboradores estarão mais seguros ao usar de maneira correta a linha de luvas e mangotes desenvolvidos com DuPont™ Kevlar®, diminuindo a taxa de acidentes de trabalho (corte) envolvendo as mãos, braços e antebraços.

2º lugar – Angelo Manette Cavalcante, Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER):

Este projeto mostra a importância do uso de EPIs corretos estudando testes realizados pelo Consórcio TUC Construções, que assinou contrato com a Petrobras para a construção da Central de Utilidades do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro – COMPERJ, localizado em Itaboraí (RJ). Durante as atividades de manutenção, os eletricistas estão expostos a equipamentos que possuem partes com altas temperaturas. Para melhorar a segurança dos colaboradores, a luva com DuPont™ Kevlar® passou por diversos testes e manteve-se como obrigatória no manuseio desse tipo de equipamento.

3º lugar – Alison da Silva Lima, Senac Vila Prudente

Dados da Previdência Social mostram que a maior parte dos acidentes de trabalho são nos punhos, mãos e dedos (2010). Após testes realizados com colaboradores da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) que estão trabalhando na obra “Extensão Grajaú – Varginha” da Linha-9 Jade, foi definido que a linha de luvas DuPont™ Kevlar® 4 fios é a mais segura e completa, podendo ajudar na aderência com os equipamentos e na resistência contra corte e abrasão.

INFLUENCIADOR DO ANO

Jessica Tessitore Colmanetti, Senac Ribeirão Preto

Com mais de 1.900 curtidas em seu vídeo, a estudante foi a vencedora da categoria. O vídeo foi um complemento ao projeto apresentado por ela para Proteção Térmica. A estudante analisou como aumentar a segurança de trabalhadores de indústria de derivados de petróleo, e como a fibras de DuPont™ Nomex® podem diminuir ferimentos potenciais pela metade, em áreas menores do corpo.

Sobre DuPont Segurança & Construção

DuPont Segurança & Construção é líder mundial no fornecimento de inovação para as necessidades essenciais da vida, como água, abrigo e segurança; permitindo que seus clientes se beneficiem através de capacidades únicas, escala global e marcas icônicas, incluindo Corian®, Kevlar®, Nomex®, Tyvek®, GreatStuff™, Styrofoam™ e Filmtec®.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*