Capa » Azeites, vinagres e óleos » Alta do preço do azeite estimula o uso de outros óleos saudáveis

Alta do preço do azeite estimula o uso de outros óleos saudáveis

Óleo de coco extravirgem é uma alternativa para substituir o azeite em refogados e saladas

Aquele azeite nosso de cada dia, que a gente usava para molhar o pãozinho, temperar a salada e até fazer aquela proteína refogada está sumindo aos poucos da mesa dos brasileiros. Quem vai ao supermercado leva um susto! Nunca o produto custou tão caro a ponto dos varejistas tratá-lo como item de luxo e colocar até lacre de segurança. Hoje, os preços das embalagens de 500 ml de azeite extravirgem estão variando de R$ 50 a R$ 80 nas gôndolas, ou seja, seu uso está por um fio (perdão pelo trocadilho). Está na hora de pensar em alternativas que possam acrescentar sabor e saúde aos pratos da mesma forma que o nosso amigo azeite.

Essa elevação de preços se relaciona diretamente às condições climáticas desfavoráveis enfrentadas por países tradicionais na produção de azeite, como Espanha, Itália, Portugal e Grécia. Estes países, responsáveis por quase 70% da produção mundial de azeite, experimentaram safras significativamente menores, resultando em uma disparada nos preços e gerando preocupações quanto aos estoques disponíveis para atender a demanda global.

Os reflexos desse cenário são sentidos diretamente pelos consumidores, como evidenciado pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que registrou um aumento de 37,11% nos preços do azeite de oliva em 2023.

Infelizmente, não há perspectiva de melhoria nos preços num futuro próximo. Com estoques globais baixos, projeções pessimistas para a próxima safra na Europa e a previsão de avanço das mudanças climáticas, os preços elevados tendem a se tornar a norma. Por isso, chegou a hora de pensar em alternativas!

Óleo de coco é uma boa alternativa para o bolso e a saúde

Conhecido por ser bastante usado em receitas veganas, o óleo de coco é um alimento funcional que contém ácidos graxos importantes, e tem propriedades antivirais e antibacterianas. É rico em antioxidantes e ácidos monoinsaturados, o que o torna útil na regulação dos níveis de açúcar no sangue. Tudo isso contribui para um corpo saudável e imune. Versátil, ele pode ser utilizado tanto em preparos salgados, como refogar alimentos e temperar saladas, quanto em preparos doces.

O Óleo de Coco Copra, o primeiro extravirgem a ser produzido no Brasil, é uma excelente opção na substituição de outros óleos vegetais. Ele conserva nutrientes importantes e contribui para o bem-estar geral e acrescenta um sabor especial às comidas, já que não contém gorduras trans, não é hidrogenado e nem refinado. Feito a partir da polpa do coco seco prensado a frio, possui principalmente gorduras boas que são facilmente digeridas e absorvidas pelo nosso corpo.

Derivado da polpa do coco, este óleo é fonte natural de gordura saturada, rico em triglicerídeos, com alta concentração de ácido láurico – substância com ação antioxidante e anti-inflamatória.

O Óleo De Coco Copra é apresentado ao consumidor nas versões virgem, extravirgem, com e sem sabor e orgânico. O produto pode ser facilmente encontrado em supermercados e lojas de produtos naturais de todo o País nas versões sachê de 15, 100 e 500 ml; frasco pet de 30 ml; potes de 200 e 500 ml e garrafa de 250 ml.

Fonte: Copra

Sobre a Copra

Fundada há 25 anos em Maceió (AL), a Copra consolidou-se como líder no beneficiamento do coco seco e seus derivados, além de ser a pioneira na produção de óleo de coco no Brasil. Seu portfólio é um dos mais diversos desse mercado mundial, com mais de uma centena de itens, incluindo as recém-lançadas águas de coco (com e sem polpa), a manteiga de coco e a calda de açúcar de coco. Os produtos estão acessíveis nas principais redes supermercadistas do Brasil, em lojas especializadas em mercadorias orgânicas e naturais, além de também serem comercializados internacionalmente.

Com duas fábricas (Maceió e Murici) e um Centro de Distribuição (Messias) em Alagoas, a Copra possui uma trajetória marcada pelo compromisso com a qualidade e a sustentabilidade, sendo uma das raras detentoras do selo FSSC 22000 – reconhecimento global baseado nos sistemas de gestão de segurança de alimentos, chancelando todas as suas operações produtivas e o benefício, na ponta, levado aos consumidores.  Possui ainda os certificados PROTESTE, que atesta a qualidade do óleo de coco – identificado pela certificadora como o mais puro do Brasil; KOSHER, demonstrando total conformidade da produção com a lei judaica; ECO CERT, que confirma os princípios orgânicos na produção do óleo de coco extravirgem; e FDA (Food and Drug Administration), a Anvisa norte-americana), que habilita a Copra a comercializar seus produtos nos Estados Unidos.

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*