quarta-feira , 20 novembro 2019
Capa » Bebidas » Tetra Pak avalia aplicação do grafeno na indústria de alimentos e bebidas
Tetra Pak avalia aplicação do grafeno na indústria de alimentos e bebidas

Tetra Pak avalia aplicação do grafeno na indústria de alimentos e bebidas

Material revolucionário é o mais fino, leve e forte já descoberto. Empresa se juntou a Comissão Europeia para o estudo de possíveis aplicações.

São Paulo, outubro de 2019 – A Tetra Pak se juntou ao projeto Graphene Flagship, da Comissão Europeia, como representante exclusiva da indústria de embalagens. O ingresso permite à companhia explorar possíveis aplicações do grafeno na produção de alimentos e bebidas.

À base de carbono, o grafeno é um dos materiais mais finos conhecidos pela humanidade, com apenas um átomo de espessura, mas também incrivelmente resistente: cerca de 200 vezes mais forte que o aço. Ele é um excelente condutor de calor, eletricidade e tem uma grande capacidade de absorção de luz. O material abre espaço para inovações revolucionárias, com potencial para aplicações em praticamente qualquer indústria.

Professor, físico e vencedor do Prêmio Nobel, Konstantin Novoselov diz: “o grafeno tem o potencial de revolucionar uma variedade de processos e indústrias. Desde o primeiro isolamento do grafeno em 2004, vimos um tremendo sucesso na aplicação do material nas indústrias de eletrônicos e automotiva. Estou confiante com a próxima fase do Graphene Flagship e com a possibilidade de explorar inovações na indústria de embalagens.”

“O envolvimento da Tetra Pak com o Graphene Flagship é um exemplo de nossa ambição de levar a inovação para o próximo nível. É um privilégio ser o único representante da nossa indústria nessa iniciativa, o que nos coloca na vanguarda para enfrentar desafios por meio de pesquisa e desenvolvimento multidisciplinares, juntamente com nossos parceiros da indústria”, complementa Sara De Simoni, vice-presidente de engenharia de equipamentos da Tetra Pak.

A Tetra Pak é líder em Pesquisa e Desenvolvimento no setor de embalagens, explorando o potencial do grafeno para uma série de inovações com possibilidade de revolucionar o setor de alimentos e bebidas, incluindo:

Inovação do material da embalagem – está sendo examinada para ver como o grafeno pode contribuir para reduzir a pegada de carbono na cadeia de distribuição de embalagens. O grafeno também pode melhorar o desempenho dos materiais da embalagem atuais, habilitar novas funcionalidades e aumentar a reciclagem.

Embalagens conectadas – com o desenvolvimento das embalagens conectadas, sensores flexíveis ultrafinos do grafeno podem ser integrados às embalagens, funcionando como condutores de dados para produtores, varejistas e consumidores. Os sensores de grafeno também podem ser menores, mais leves e mais baratos que os sensores tradicionais.

Próxima geração de equipamentos — o estudo de como o grafeno pode ser utilizado para desenvolver equipamentos mais leves e eficientes em termos de energia tem o potencial para reduzir custo e o gasto energético na indústria. Com pequenas modificações necessárias nos equipamentos instalados, economiza-se tempo e dinheiro.

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*