quarta-feira , 20 novembro 2019
Capa » Artigos técnicos » Qualidade: sempre mais, não menos!
Qualidade: sempre mais, não menos!

Qualidade: sempre mais, não menos!

Por José Carlos Giordano e Taline Fernanda Smanioto.

Valor das coisas bem-feitas – das + simples às + complexas – em qualquer lugar e tempo.

Como seria bom não precisar reclamar a respeito de um alimento, bem ou serviço que não esta em conformidade com a qualidade inicialmente compromissada.

É complicado retirar o nosso veículo da concessionária e ter que voltar para completar reparos, ainda que somente detalhes de ajustes que não foram feitos, ou estão malfeitos. Lamentável comprar uma roupa tão desejada e em casa, na hora de curtir a satisfação de vestir, percebe-se que tem costura torta. Pior ainda: de volta à loja para troca, descobre-se que era a última peça daquela cor ou tamanho, numa autêntica Lei de Murphy! Ou com um amigo num fast food e se descobre na terceira mordida, a panturrilha de uma barata!

Nessas situações não existe ação corretiva que apague da mente sensação de frustração. Expectativa de satisfação pessoal que se esboçou e num instante, acaba demovida.

Intrigante é que embora com conceitos de Qualidade tão em alta, o paradoxo é que não conseguimos erradicar esse ‘vírus do mal feito’! Algo em teoria simples de executar, mas na prática, se mostra adulterado pela cultura do… mais ou menos.

É O MAIS OU MENOS CERTO, O MAIS OU MENOS HIGIÊNICO, O MAIS OU MENOS SEGURO,

O MAIS OU MENOS LIMPO, O MAIS OU MENOS ÉTICO…

A maior parte das pessoas pensa muito na quantidade e pouco na qualidade de seu trabalho. Tentam fazer demasiado e acabam por fazer… malfeito. Parece difícil compreender que educação, melhoria geral e estímulo à formação de uma pessoa íntegra – são superiores ao valor que se obtém do trabalho corrompido ou inábil. A somatória de vários ‘meio feito’ ou ‘feito ao meio’, levam a um ‘mínimo feito’ ou ‘feito ínfimo’ …

A FORÇA QUE TEMOS – E NÃO EXERCEMOS

A verdade é que a Qualidade que damos ao nosso trabalho tem reflexos diretos sobre todos os demais aspectos de nossa vida e tende a reger nossa conduta nesse equivalente nível. O ‘todo’ de uma pessoa acaba assumindo as características com que essa pessoa trabalha! Hábitos da precisão e correção fortificam a mentalidade e melhora o caráter de forma geral. Os desafios Food Safety são constantes, desgastantes e crescentes para vencer as mesmices falhas do dia pós dia, de situações e pessoas.

No inverso, o agir desarticulado / descuidado degenera a mentalidade e fragiliza os processos mentais, declinando, rebaixando o nível de vida como um todo. É a síndrome dos problemas que sempre somatizam.

Cada serviço / alimento malfeito (o tal feito pela metade) que sai das mãos, deixa um rastro de desmoralização. Autografe seu projeto GMP / HACCP / FSMA / GFSI com excelência!

O fazer coisas incompletas ou fazê-las sem atenção necessária, é um processo gradual e sutil, não tão facilmente perceptível. Sem ‘confiança’ não existe possibilidade de atingir credibilidade.  Com o tempo, passa a alterar, denegrir a atitude mental do indivíduo, levando-o a distorcer bons propósitos que tem na vida, mesmo quando imagina estar dando o melhor de si para levar adiante tais propósitos.

O mecanismo humano é constituído de tal forma, que, ao suceder algo de errado em uma parte, o restante parte da estrutura fica igualmente afetado. Há sim relação entre a qualidade do trabalho – e a qualidade do caráter da pessoa que o executa.

Fomos criados a priori, para sermos honestos. Honestidade deveria ser originalmente nossa expressão normal e qualquer desvio dela nos mancharia o caráter. Honestidade significa integridade. Não é só a capacidade de inspirar confiança no que fácil dizemos, mas também precisão e verdade no que contínuo fazemos. Qualidade e Segurança do Alimento significa confiança na totalidade; significa verdade em todos os sentidos – no ato e palavra. Sem o ‘contaminado’ e o ‘falho’ o ‘malfeito’, através do descuido ou do esquecimento, intencional ou não. Inadmissível uma planta industrial parada por falta de higiene.

QUALIDADE E O ESPELHO DA INVERDADE

Passaremos a gostar mais de nós mesmos quando recebermos o apoio cristalino da consciência. Valerá mais do que qualquer remuneração que possamos ter através de um trabalho contaminado, apressado. Busquemos trazer a chama da satisfação e o enaltecimento, advindos de algo realizado com o espírito de excelência, o buscar fazer 100 % certo.

Muitos no dia a dia não compreendem que se pode realizar mentiras ao invés de dizê-las, sendo, talvez, o primeiro caso pior do que o segundo. Se não mentiras, talvez inverdades? Não esperemos CPI’s ou ‘peritagens’ em flotar a verdade. Na reclamação do fast food é real e procedente a tal ‘panturrilha de queratina’ da Blatella? Ou procedente a adulteração de um laudo de auditoria? Seja de Coliforme em cárneos ou de piezômetros de barragem…

Não existe melhor propaganda que uma boa e idônea reputação. Maiores fabricantes do mundo vêem sua credibilidade / história como mais precioso bem, e atuam árduo para não permitir que seu nome apareça num alimento ou serviço imperfeito. Para sempre a auditoria ‘Price’ será lembrada pelo ocaso do Oscar 2017, ou pior, a Boeing pelo algoritmo fatídico dos 737 MAX 8.

Ao término de um trabalho, devemos ser capazes de dizer a nós mesmos: “Aí está! Fui capaz de me empenhar por esta criação. Foi feita da melhor maneira que pude, feita com cuidado até o fim. Por ela YES ! dou minha palavra de honra”. Posso deitar a cabeça no travesseiro, sem receio de pesadelo.

Não se satisfaça com o apenasmente “razoável”, o “+ – bonzinho”, ou o “razoavelmente bom”. Não aceite nada menos do que seu melhor. Imprima suas ações com tal Qualidade que qualquer pessoa que se depare como o que você faz, verá espelhado ali o seu bom caráter e a sua marca registrada de competência. Sua imagem está em jogo em qualquer atividade: a marca pessoal é o seu ‘capital humano’. Não deixe se permitir que trabalho remendado, apressado, procrastinado, ‘contaminado’ ou coisa de qualidade inferior -com pontos críticos – saia de suas mãos…

Cada parte de esforço deve ter sua chancela de excelência impressa; você deve considerar cada tarefa que passa pelas suas mãos como algo que não precisará ter retoques! Pense, repense, re.repense.

É exatamente a pequena diferença entre o bom e o melhor que existe entre o artista e o artesão. São pequenos detalhes, a partir do ponto em que um homem médio teria deixado o trabalho, que fazem a fama de um verdadeiro e tenaz mestre, com sua calma e método.

VALOR DAS PEQUENAS COISAS

Aquele elemento distinto que detecta a oportunidade que se esconde por trás de pequenos serviços, que consegue identificar a chance numa situação comum, é o que progride no mundo. O diferencial é fazer as coisas pouco melhor do que fazem aqueles ao seu redor. Ser mais “arrumado”, mais preciso, mais observador. É ter criatividade em encontrar maneiras novas de fazer coisas tradicionais; é ser pouco mais pró-ativo, mais otimista, mais energético, mais prestativo do que outros ao redor.

Se há em sua natureza, um lado que exige o melhor e não aceita nada menos que isto, se insiste você manter um eficaz padrão GMP em tudo que faz, então parabéns! vai se distinguir em algum campo, tendo a persistência e determinação de seguir e alcançar seus ideais, sem omissões. Meça com atenção minúcias, para as certezas de evidências objetivas. Sem fatos e dados medidos, não há controles do que se fez.

Pessoas que realizam trabalhos dignos de mérito tiveram experiência de como fazer as coisas apropriadamente. Não se contentaram com ‘gambiarras’ ou mediocridades. Não se acomodaram em fazer coisas do modo que a maioria faz, mas sim … sempre um ‘pouco melhor’. Elevaram o que lhes caiu às mãos a um patamar mais ascendente. É esse “pouco mais alto e a frente” que conta na Qualidade do trabalho que se realiza na vida. É o esforço constante de buscar Primeira Classe em tudo que se tenta, que nos permite conquistar certeza de um alimento ou serviço íntegro. WCM – Word Class Manufacturing.

 EXCELÊNCIA DO BEM FEITO

Meticulosidade é característica de todos com sucesso. O problema com algumas pessoas é que podem pensar que se dedicar um serviço pela metade ainda assim, conseguem produtos de primeira classe. Grandes realizações tem a característica do cuidado até o ultimo detalhe. Ninguém pode conseguir realizar muito se não tem Qualidade inicial, num esmero gradativo e precisão cada vez mais melhorada, fixados de forma definitiva nos hábitos. Este mesmo texto revitalizado, foi há anos publicado na faceta Controle de Contaminação e posteriormente agregado com situações atuais de mídia global nesse mundo restritivo.

Esse mundo e principalmente o próprio Brasil tem muuitos trabalhos por terminar – riscos e severidades que precisam de mais persistência, um aprendizado mais refinado, uma instrução e diálogo coerente para torná-los úteis a sociedade. Transforma em regra de vida dar o máximo àquilo que lhe passa pelas mãos. Imprima-lhe o selo de pessoa completa. Um selo de produto / serviço seguro! Sem postergação, sem enrolação.

O MELHOR COMO SUFICIENTEMENTE BOM!

Como melhoraria nossa ‘Cultura da Qualidade’, se todos adotassem e usassem; não importa o que se faça, só o melhor seria considerado bom, seria o suficiente para satisfazer! O valor das pequenas coisas está em evoluir e compartilhar olho no olho com verdade e paixão, trabalho e união.

Adote o lema como seu também. Pendure-o no seu quarto, no escritório ou local de negócios; insira-o na tela de descanso do celular / computador, ‘copie e cole’ no seu coração, agregue-o a tudo que você faz e seu trabalho na vida será como dever ser para todos:

Uma sua, obra-prima.

Pense nisso.

Prof. José Carlos Giordano e Biol. Taline Fernanda Smanioto – JCG Assessoria em Higiene e Qualidade

[email protected]
www.jcgassessoria.com.br

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*