segunda-feira , 21 outubro 2019
Capa » Home » Novas regras para a rastreabilidade na indústria de alimentos e bebidas
Novas regras para a rastreabilidade na indústria de alimentos e bebidas
Foto: Fispal Tecnologia

Novas regras para a rastreabilidade na indústria de alimentos e bebidas

As novas regras de rastreabilidade na indústria de alimentos e bebidas entraram em vigor no segundo semestre de 2018. De acordo com a legislação, todos os vegetais frescos para o consumo humano deverão ser rastreados pela cadeia produtiva até fevereiro de 2020, com o objetivo de controlar os resíduos de agrotóxicos.

Com a rastreabilidade, será possível ter acesso às informações de origem dos produtos para que as não-conformidades sejam corrigidas em seu ponto de início.

Mas como se adequar às novas leis de rastreabilidade na indústria de alimentos e bebidas e usar a prática a favor do negócio? Acompanhe!

Entenda a importância da rastreabilidade na indústria de alimentos e bebidas

“A essência da rastreabilidade está na gestão completa de todos os elos da cadeia produtiva, garantindo elevado padrão de qualidade, desde a origem das matérias-primas até a chegada do produto final ao ponto de venda. Dentre outros desafios, deve-se desenvolver um rigoroso processo de seleção e monitoramento de fornecedores e parceiros ao longo de todas as etapas da cadeia produtiva”, explica a professora Drª Gleriani Ferreira, professora da graduação da FIA (Fundação Instituto de Administração) e especialista em rastreabilidade de cadeias produtivas.

De acordo com a professora, investir em rastreabilidade na indústria de alimentos e bebidas é uma necessidade também para atender aos novos consumidores. Atualmente, eles estão mais atentos e exigentes na busca por informações a respeito dos produtos, especialmente quando se trata da indústria alimentícia.

“Rastreabilidade também garante acesso a novos mercados. Ter um produto rastreável representa a diferença entre vender apenas no mercado interno ou exportar e obter vantagens como a valorização da marca e a redução do risco de depender de um único mercado”, destaca a professora.

Quer ler a matéria completa? Clique aqui.

Fonte: Fispal Tecnologia

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*