domingo , 15 setembro 2019
Capa » Automação » Inteligência artificial pode detectar alimentos impróprios para consumo

Inteligência artificial pode detectar alimentos impróprios para consumo

Em artigo divulgado pelo portal Scientific American, Elaine Nsoesie, da Universidade de Boston, apresentou uma pesquisa que pode mudar e facilitar os processos de recall – retirada de produtos – do mercado. A proposta tem como base algoritmos de inteligência artificial programados para ler as análises de sites que comercializam, entre outras coisas, alimentos.

Essa inteligência artificial vem em resposta a uma grande preocupação da FDA, Food and Drug Administration, que é a agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos. Entre 2012 e 2014 os primeiros testes já começaram a ler as resenhas, identificando cerca de 20 mil produtos potencialmente perigosos (contendo coloração, cheiro ou outros aspectos alterados) – o que pôde auxiliar na detecção e retirada de lotes dessas mercadorias.

Segundo pesquisa da Associação Paulista de Supermercados (APAS), conduzida pelo IBOPE, 20% é o percentual da intenção de compra de alimentos como frios e laticínios pela internet no Brasil. Além da falta de tempo, a maior variedade de produtos é o que mais motiva esse hábito no país.

A Organização Mundial da Saúde alerta ainda que, anualmente, mais de 600 milhões de pessoas adoeçam em todo o mundo em virtude do consumo de alimentos impróprios. Nsoesie acredita que a iniciativa possa auxiliar nos processos de retirada de produtos suspeitos do mercado em todo o mundo com mais agilidade.

Fonte: https://www.megacurioso.com.br/

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*